História de Demócrito

Demócrito – (C. 460-370 a.C), natural da cidade portuário de Abdera, na Costa Norte do mar Egeu.

O projeto deste filósofo pode ser comparado ao brinquedo mais genial do mundo: o Lego. Que no entanto possui peças de diferentes tamanhos e formas, todas podem ser combinadas entre si.

Além disso são inquebráveis e dá para construir qualquer coisa, e depois desmontar tudo e então construir outra coisa.

Demócrito concordava com seus antecessores num ponto: as transformações que se podiam observar na natureza não significavam que realmente “se transformava”.

Ele presumiu que todas as coisas eram constituídas por uma infinidade de pedrinhas minúsculas e invisíveis, cada uma delas sendo eternas e imutável.

A estas unidades mínimas, Demócrito deu o nome de “átomos”.

O átomo significa “indivisível”; para ele os átomos presentes em todas as coisas não podiam ser dividos em unidades menores, porque senão a natureza por sua vez, ia se diluir totalmente.

Além disso as “pedrinhas” constituintes na natureza tinham que ser eternas, pois nada pode surgir do nada, neste ponto ele concordava com os eleatas.

Como ele só acreditava no material (porque consistia que só existe o átomo e o vácuo), chamamos o de materialista; por não acreditar no destino, somente no átomo e no espaço vazio.

Frases e pensamentos de Demócrito:

“A amizade de um único ser humano inteligente é melhor do que a amizade de todos os insensatos.”

“O caráter de um homem faz o seu destino.”

“O animal é tão ou mais sábio do que o homem: conhece a medida da sua necessidade, enquanto o homem a ignora.”

“A palavra é a sombra da ação.”

“Tudo que existe no universo é fruto do acaso e da necessidade.”